10 de jun de 2010

Vamos pedalar?




Praticar spinning é tudo de bom!


Atividade Física é muito importante para a nossa saúde! Essa frase é bem clichê, mas tem que ser levada a sério, pois são tantos os benefícios que nos traz uma rotina de exercícios, por quê não praticar?! Atividade física ajuda a controlar o peso ao utilizar as calorias em excesso que de outra forma seriam armazenadas como gordura. A maioria dos alimentos que ingerimos contém calorias, e tudo que fazemos utiliza calorias, incluindo dormir, respirar e digerir a comida. Além disso, reduz o estresse e a ansiedade, alivia as tensões e sendo até recomendado no tratamento de depressões leves. Isso se dá devido à produção de endorfina, que é uma substância natural produzida pelo cérebro durante e depois de uma atividade física. A endorfina regula a emoção e a percepção da dor, ajudando a relaxar e gerando bem estar e prazer. Ela é considerada um analgésico natural.

Para se conseguir um resultado positivo com a prática da atividade física, temos que fazer o que gostamos. Eu já passei por várias academias e nunca me sentia motivada a continuar. Descobri que a falta de motivação se dava porque eu não estava feliz com o tipo de exercício que fazia. Acabei fazendo uma aula experimental de spinning há 6 meses e estou praticando até hoje. Para mim, é perfeito, pois além de queimar muitas calorias, é uma diversão, uma mania, uma paixão! Um dos fatores de motivação no spinning, senão o maior, são as músicas tocadas nas aulas. Além de nos motivar, determinam a cadência dos movimentos. Outro fator que também me motiva bastante, é a galera pedalando junta! Fazemos amigos, acabamos dividindo experiências e emagrecendo juntos... é muito bacana! A queima de calorias, é fantástica, de 300 a 600 calorias por aula de 45 minutos.

Depois que percebi que era mesmo o spinning que eu queria praticar, resolvi me equipar.
Vou mostrar para vocês o meu kit spinning e a importância de cada equipamento.
Quem sabe você não anima e começa a pedalar, também? Um beijo!

Kit Spinning




Sapatilhas:

A bicicleta de spinning tem um firma-pé para prender o tênis, mas usar uma sapatilha especial, a mesma utilizada por ciclistas profissionais (à venda em lojas de artigos esportivos), pode melhorar – e muito! – a nossa performance. Esse calçado tem solado duro, o que garante a transferência da força da perna direto para o pedal, sem desperdício de energia. Se fizermos a aula usando um tênis, que tem a sola mais macia, a tendência é forçar o arco do pé. Isso pode causar desconforto ou até uma inflamação.


Frequencímetro:

Esse aparelho serve para monitorar a freqüência cardíaca durante a atividade física. Assim, fica mais fácil queimar gordura, porque o equipamento mostra se estamos abaixo ou acima da chamada zona alvo, deixando o treino eficaz. Pedalar em uma freqüência muito baixa não tem resultado no emagrecimento, pois assim não se atinge a zona de treinamento para queimar gordura.



Banco de gel:

Como pedalamos sentados em vários momentos da aula, o bumbum costuma doer. Afinal, o banco da bike de spinning é bem estreito. Uma capinha de gel que encaixa no banco ou uma bermuda com proteção extra no bumbum são dois recursos que proporcionam mais conforto durante as pedaladas. Tem gente que desiste não pelo exercício em si, mas pelo incômodo. Com esses acessórios, a gente consegue pedalar por mais tempo.




Garrafa de água:

Uma garrafinha com água ou isotônico ajuda a manter um bom rendimento. Tomo duas destas por aula!



Postei algumas fotos do primeiro aulão da academia que eu participei! Foi ótimo e ainda ganhamos lanchinho no final da aula! Olha eu aí, a primeira da esquerda para a direita.